segunda-feira, 27 de abril de 2009

Fim de semana

Costuma-se dizer que uma grande caminhada exterior, implica uma grande caminhada interior. Devo dizer simplesmente excelente.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

...

" Quando as coisas são verdadeiramente importantes, quando chegamos ao limite de cada coisa, estamos sós. Sempre e irremediavelmente sós. " - Miguel Sousa Tavares.


sexta-feira, 17 de abril de 2009

Where do i begin?




Make your dreams a reality?

terça-feira, 7 de abril de 2009

Intense

Wooow, devo dizer já não tinha um dia tão intenso a bastante tempo. Desde acordar cedo, até acabar num cinema.

Costuma-se dizer que nada é por acaso, e tudo que é posto a nossa frente serve para nos fazer crescer, quer dizer depende do ponto de vista. Muito simples, cada situação tem dois lados, o positivo ou o negativo. Se olhar para o lado negativo acaba-se por levar uma vida miserável, se olhar para o lado positivo acaba-se por não crescer e ficar um eterno miúdo. Pelo que os profissionais dizem é necessário encontrar um equilíbrio, ou seja o nosso ponto de conforto. É este ponto que eventualmente todos procuramos, e é preciso bastante introspecção e reflexão para realmente saber qual é o nosso ponto de conforto.
Nos últimos meses, fui posto a prova em relação a novos ideais e pelo menos devo dizer é que foi uma verdadeira montanha russa. Porém com isto tudo apenas me permitiu saber quais são os limites de forma a poder definir futuramente qual é o meu ponto de equilíbrio.

Chega de divagação, a questão é que existem momentos em que necessitamos de estar sozinhos. Nesses momentos porque não fazer algo que não faço ao muito? Porque não?
Fui ao cinema sozinho ver o Marley e eu. Degradante? não, muito pelo contrário. Primeiro gosto de cinema e segundo não me apetecia estar com ninguém. Relativamente ao filme, consegue ser um filme completamente normal e ter um final completamente arrebatador. Bem o filme é a base de uma família que compra um cão. No inicio, é um "bad dog" para no final ser um cão Fiiixeeeee.






O que mais me marcou no filme, primeiro adoro animais e por vezes sou capaz de ter mais sentimentos por um animal do que por muitas pessoas que andam ai (é um bocado estúpido) , segundo o filme acaba com um "quote" fantástico.

"A dog has no use for fancy cars, big homes, or designer clothes. A water log stick will do just fine. A dog doesn't care if your rich or poor, clever or dull, smart or dumb. Give him your heart and he'll give you his. How many people can you say that about? How many people can make you feel rare and pure and special? How many people can make you feel extraordinary? "

Realmente faz-nos pensar, quantas pessoas nos fazem sentir fantásticos, nos fazem sentir extraordinários?

Há coisas que me fazem pensar, há coincidências que pronto, não tenho palavras. Faz talvez agora um ano que ouvi uma musica dos The Verve - Lucky Man, na altura era um inicio de tudo, pois admira-te porque no filme Marley tornei-a a ouvir. Será que é um fim dum ciclo?
Bem apenas devo dizer que nesta "soul seek" estou cada vez mais próximo de me descobrir a mim próprio.



Nota:
  1. Gosto de desporto
  2. Gosto de cinema

quinta-feira, 2 de abril de 2009

New chapter.

Fresh start, com estas crises todas, deparo-me numa fase da vida a que chamo crise de inicio de idade. Em que consiste esta crise, é simples é um período de transição e de tentar perceber de uma vez por todas o que é que eu quero para a minha vida. :D
De qualquer das maneiras aqui deixo uma musica fixe. :D

Choose Love